Z Arquitetura.

Casa Eneida
-----------------------------------------------------------------------
Localização: Porto de Pedras, Alagoas2019
Tipologia: Residencial
Status: Em construção
-----------------------------------------------------------------------
Arquiteto(s): Múcio Jucá; Noé Sérgio; Renato Leão.
-----------------------------------------------------------------------

Imagens: Ivison Guedes

Fazer com que o sonho de uma casa se torne real, em sua presença e materialidade, pode ser uma trajetória épica. O caminho da ideia até a obra executada tem  heróis e aventura, principalmente quando o sonhador, os projetistas e o monumento da obra estão geograficamente dispersos. A casa Eneida é homenagem de um filho à sua mãe e ao mesmo tempo metáfora do homônimo clássico de Virgílio: peripécias mediterrânicas de Eneias no seu retorno da Guerra de Tróia até o local onde seus descendentes fundariam Roma, a Cidade Eterna.

Situada numa rua perpendicular à praia, a casa se abre visualmente para um coqueiral. Na primeira conversa, o espaço de sonho verbalizado descreve um lugar isolado, para olhar, ler, escrever, estar em uma rede e receber. A demanda materializou-se num “biblioterraço” privilegiado, no andar superior. Os demais espaços de socialização se desenvolvem no térreo por meio de dois terrenos visualmente integrados. Aqui, os momentos de estar em família, comer e cozinhar são favorecidos pela paisagem e pela fruição da brisa marinha, o que ainda se pode aliar à privacidade de um pátio interno. 

A orientação da construção para o leste e a determinação de soluções que permitem a ventilação cruzada em todos os ambientes buscam garantir o conforto térmico e a luminosidade natural. O uso de materiais de construção disponíveis na região favorecem uma obra de baixo custo.


Making the dream of a house come true, in its concrete existence, materiality, is an epic trajectory. The path from idea to built work is covered with heroism and adventure, especially when the dreamer, the designers and the construction site are geographically dispersed. The house, a son's homage to his mother, metaphors Virgil's classic also: the adventures of Aeneas on his return from the Trojan War to the place where his descendants would found Rome, the Eternal City.

Situated on a dirt road perpendicular to the beach, the house opens visually to a coconut tree plantation.  The client´s verbalized dream of having a space described as an isolated place, to look, to read, to write, to be in a hammock... The demand materialized in a privileged "biblioterrace", on the upper floor.
Other socialization spaces are located on the ground floor through two terraces, visually integrated. Here, family activities like resting, eating and cooking are favored by the landscape and the enjoyment of the sea breeze combining the sight of the coconut tree and the privacy of an internal courtyard.

The orientation of the construction to the east, and the determination for solutions that allow cross ventilation in all rooms, seeks to ensure natural thermal comfort and luminosity, while the use of construction local construction materials available on the region ensures the construction the expected low cost.